Notícia

SÍNDROME DE DIÓGENES

Fonte: Tribuna do Ceará
01/07/2013
SÍNDROME DE DIÓGENES

Os transtornos mentais afetam milhões de pessoas no mundo todo, e existem diversas síndromes com sintomas bem peculiares.

      Você já ouviu falar da Síndrome de Diógenes?

         Pessoas portadoras da síndrome são facilmente identificadas, pois seu portador tende a colecionar lixos e a expor quinquilharias penduradas neles ou pela casa. Muitos mendigos são portadores dessa doença. Você já deve ter visto alguns pela rua com sacos de supermercado cheios de jornais velhos, bonecas sem cabeça, barbantes, etc.

          A doença da coleção de lixo foi batizada com o nome do filósofo grego do século IV a.C. Diógenes de Sínope, que embora fosse um gênio à altura de Sócrates e Platão vivia como um mendigo e dormia num barril. Seu único bem era uma tigela que usava para beber até que um dia viu um menino beber água usando as mãos em forma de concha e jogou fora seu único bem.

Quem pode sofrer do mal?

 A síndrome não escolhe sexo ou classe social e, apesar de ser conhecida como uma doença da terceira idade, existem relatos desta síndrome em adultos jovens.

 Sintomas mais comuns

 - O isolamento social, a reclusão em seu próprio lugar (alguns tornam-se verdadeiros eremitas, reclusos em suas casas, pedindo comida pelo telefone e nunca saindo na rua)

- Abandono da higiene física e do ambiente,

- Acúmulo de grandes quantidades de sujeira e materiais inúteis em casa,

- Vivem voluntariamente em condições de pobreza extrema,

- Tornam-se antissociais,

- Agressividade sem motivo,

Pensam que estão pobres

Pessoas com síndrome de Diógenes, podem muitas vezes guardar grandes quantidades de dinheiro em sua casa ou no banco sem ter consciência de que os possuem. Ao contrário, pensam que sua situação de pobreza é extrema, portanto, se induzem a guardar e empilhar objetos e artigos sem utilidade alguma em grande quantidade.

A bagunça é bem vinda

Eles convivem bem com a desordem e o caos ao seu redor.  Em muitos casos, se você arrumar o lugar onde vivem, ficam incomodados, irritados e dizem que se sentem perdidos. Você encontrará ao redor do portador dessa síndrome, uma enorme quantidade de papéis de todos os tipos, jornais usados de anos atrás, recortes amarelados, revistas velhas, livros antigos, dados de formulários contínuos, fotografias, milhares de documentos impressos da internet e livros, centenas deles, talvez milhares.

O quê pode desencadear a Síndrome? (não é uma regra, mas esses sintomas apareceram na maioria dos portadores)

- Pessoas idosas que vivem sozinhas e sofrem com a solidão,

- Stress causado pelo avanço da idade,

- Dificuldades econômicas,

- Morte de algum familiar.

Hipóteses Médicas sobre a Síndrome (De acordo com as Universidades que estudam e pesquisam a doença)

- Demência do lobo frontal (sintomas de patologia do lobo frontal estão presentes na síndrome, tais como irritabilidade, agressividade, ideias paranóides, desmotivação, falta de iniciativa e de insight),

- Uma segunda hipótese é que a síndrome seria o estágio final do subtipo hoarding do TOC (Transtorno Obssessivo Compulsivo), incluindo, a síndrome de Tourette e outros transtornos associados ao colecionismo.

 Tratamento

Deve ser dada atenção especial à higiene e a alimentação. Assim como deve ser feita uma avaliação psiquiátrica, com exames de rotina, avaliação neurológica e exame de imagem do crânio. Em muitos casos é indispensável o uso de medicação.